Notícias

Select a news topic from the list below, then select a news article to read.

Papa: a Encíclica sobre a criação é dirigida a todos

| Imprimir | PDF 

 

Cidade do Vaticano (RV) – “Como foi anunciado, na próxima quinta-feira será publicada uma Carta Encíclica sobre o cuidado da criação". Convido – disse o Papa durante o Angelus deste domingo (14) a acompanhar este evento com uma renovada atenção à situação de degradação ambiental, mas também de recuperação, nos próprios territórios:

“Esta encíclica é dirigida a todos: rezemos para que todos possam receber a sua mensagem e crescer na responsabilidade para com a casa comum que Deus nos confiou”.

“Laudato si, sobre o cuidado da Terra”.  Este é o título da Encíclica do Papa Francisco sobre a ecologia que será apresentada no próximo dia 18, às 11h locais, na Sala Nova do Sínodo, no Vaticano.

Um comunicado divulgado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, ressalta que o documento será ilustrado pelo Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, Cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, pelo Metropolita de Pérgamo, John Zizioulas, representante do Patriarcado Ecumênico e da Igreja Ortodoxa, e pelo Prof. John Schellnhuber, fundador e diretor do Potsdam Institute for Climate Impact Research.

A encíclica estará disponível em italiano, francês, inglês, alemão, espanhol e português. (SP-MJ)

 

Fonte - Rádio Vaticano -  http://br.radiovaticana.va/news/2015/06/14/papa_a_enc%C3%ADclica_sobre_a_cria%C3%A7%C3%A3o_%C3%A9_dirigida_a_todos/1151461

Compartilhar

Vaticano julgará em julho ex-arcebispo acusado de pedofilia

| Imprimir | PDF 

 Cidade do Vaticano (RV) – O Vaticano anunciou esta segunda-feira (15/06) uma medida esperada e sem precedentes: o julgamento, no próximo dia 11 de julho, do ex-Núncio Apostólico na República Dominicana, Jozef Wesolowski, por presumíveis abusos contra menores e posse de material "pornográfico-pederasta".

A Sala de Imprensa, por meio de uma nota de Pe. Federico Lombardi, acrescenta que a decisão foi tomada pelo Presidente do Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano, Giuseppe Dalla Torre del Tempio di Sanguinetto.

Wesolowski é o ex-arcebispo polonês e diplomata papal que foi destituído do sacerdócio em 2014 após denúncias de pagar crianças para realizar atos sexuais.

Os crimes pelos quais o ex-embaixador foi acusado supostamente foram cometidos durante sua estadia em Roma, entre agosto de 2013 e 22 de setembro de 2014, quando foi detido, assim como durante o período em que atuou como núncio na República Dominicana, entre 24 de janeiro de 2008 e 21 de agosto de 2013.

"No primeiro caso se trata da posse de material pedófilo, um crime que o Papa Francisco incluiu em 2013 na legislação vaticana. No segundo caso, são abusos de menores com base em uma acusação apresentada pelas autoridades judiciais de Santo Domingo", explicou a nota.

"O Tribunal poderá basear-se na análise dos computadores do acusado, mas também em eventuais formas de cooperação judicial internacional, destinadas a avaliar os depoimentos probatórios apresentados pela justiça dominicana", destaca a Santa Sé.

Pe. Lombardi explicou aos jornalistas que o ex-Núncio já foi interrogado duas vezes nos últimos meses e que atualmente se encontra em prisão domiciliar, no Estado do Vaticano. 

 

 Fonte - Rádio Vaticano - http://br.radiovaticana.va/news/2015/06/15/vaticano_julgar%C3%A1_em_julho_ex-arcebispo_acusado_de_pedofilia_/1151660

Compartilhar

ISIS sequestra 500 crianças para utilizá-las como suicidas em ataques terroristas

| Imprimir | PDF 

 

foto: Reprodução/Al Jazeera

Roma, 03 Jun. 15 / 03:46 pm (ACI).- "Cerca de 500 crianças foram sequestradas pelo Estado Islâmico (ISIS), nos territórios que controla no Iraque para usá-los como atacantes suicidas e como soldados”, denunciou o jornal britânico ‘The Independent’, citando uma agência de notícias turca.

Segundo indicou a agência, os menores foram tirados de duas províncias e seriam chamados pelos jihadistas “os cachorrinhos do Califado”.

Farhan Mohammed, membro do conselho da província de Anbar, disse: “As crianças foram raptadas dos povoados de Ar Rutba, Al-Qaim, Anah e Rawa. "Daesh (nome pelo qual o ISIS é conhecido no Oriente Médio) sequestrou aproximadamente 400 crianças na província ocidental de Anbar, levando-os às suas bases no Iraque e na Síria”, declarou Farhan à agência de notícias turca Anadolu no último sábado.

Por sua parte, o tenente general Kasim al-Saidi, chefe da polícia da província de Diyala, denunciou: “Cerca de 100 crianças foram “recrutadas” pelo ISIS para seus ataques suicidas. Estão fazendo ‘lavagem cerebral’ nas crianças para usá-las como suicidas”.

Esta não é a primeira vez que divulgam notícias relacionadas ao uso que o Estado Islâmico faz de crianças. No início deste ano divulgaram um vídeo onde 80 menores aparecem com vestimenta negra de jihadistas, treinando para a guerra.

Um relatório do Conselho de Direitos Humanos da ONU assinalou no ano passado: “O ISIS estabeleceu campos de treinamento para menores, onde também são orientados a educação religiosa deste grupo terrorista. Eles são usados para operações militares e missões suicidas”.

 

Fonte – ACI Digital - Etiquetas: ISIS, crianças, Sequestro, suicídio, Ataques Terroristas - http://www.acidigital.com/noticias/isis-sequestra-500-criancas-para-utiliza-las-como-suicidas-em-ataques-terroristas-25863/

 

 

Compartilhar

Deputado católico se pronuncia em plenário sobre desrespeito aos cristãos em Parada LGBT

| Imprimir | PDF 

 

Deputado Eros Bionidini e outros parlamentares cristãos. Foto: Facebook oficial Dept. Eros Biondini

 

BRASILIA, 11 Jun. 15 / 06:27 pm (ACI).- Deputados cristãos se manifestaram em plenário na quarta-feira, 10, contra a ofensa a símbolos sagrados durante a 19ª Parada LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) em São Paulo, no domingo, 7. Unidos, os parlamentares rezaram o Pai Nosso após entrarem no local dizendo palavras como “respeito” e “família”. Ao fim da oração, bradaram “Viva Jesus Cristo”. Representante da Igreja Católica na Câmara, Eros Biondini (PTB-MG), exigiu respeito e defendeu uma cultura de paz.

Representantes da bancada cristã se pronunciaram manifestando a indignação diante do ocorrido, em especial, citando uma transexual que desfilou seminua no trio elétrico, pregada a uma cruz, simulando a crucificação de Cristo.

“O Brasil está indignado com aquilo que aconteceu na marcha gay, em São Paulo, no último domingo. Essa indignação traz a cada um de nós, os 513 parlamentares que representamos a totalidade do nosso povo, o compromisso de nos manifestarmos aqui também”, declarou o Deputado Biondini.

O parlamentar classificou como zombaria o que fizeram com a cruz de Cristo, lembrando que este é um símbolo precioso dos cristãos. “Nós, que temos buscado a cultura da paz, estamos vendo se instalar no Brasil uma cultura de ódio, uma cultura de intolerância, uma cultura de afronta com aquilo que temos de mais precioso, que é a nossa fé”.

O deputado mostrou ainda que a indignação se abateu não apenas sobre os cristãos. Ele contou ter recebido manifestações de muçulmanos, judeus e até mesmo de homossexuais que declararam não ser representados pelos praticantes dos atos ofensivos. Por isso, considerou aqueles fatos como uma afronta à sociedade brasileira. 

“Nós temos que ter limite mesmo na democracia para fazermos nossas colocações. E, quando queremos respeito, não é desrespeitando profundamente a fé, a moral e os princípios do outro que nós vamos conquistar alguma coisa. Nós queremos a cultura da paz, do amor, da tolerância. Nós queremos um Brasil que seja pacífico e não é com essa mensagem como a de domingo que vamos conseguir tudo isso”, expressou.

Discurso de Eros Biondini no plenário da Câmara sobre a ofensa a símbolos religiosos por grupos LGBT pode ser visto em: https://www.youtube.com/watch?v=eeIcMv0Xz5E

 

Fonte – ACI Digital - http://www.acidigital.com/noticias/deputado-catolico-se-pronuncia-em-plenario-sobre-desrespeito-aos-cristaos-em-parada-lgbt-10063/ Etiquetas: Eros Biondinideputados cristãosplenário da CâmaraSímbolos ReligiososLGBTparada gay

 

Compartilhar

Papa Francisco destaca heroísmo de famílias que resistem à miséria social4

| Imprimir | PDF 

Família de recicladores de lixo / Foto: Flickr de Sheila (DC-BY-NC-ND-2)

 

Vaticano, 03 Jun. 15 / 06:13 pm (ACI).- O Papa Francisco advertiu nesta quarta-feira que “a família está numa situação de ‘vulnerabilidade’ e por isso decidiu iniciar várias catequeses para denunciar estas dificuldades que ‘colocam à prova’ a família tal como as guerras em diversas partes do mundo assim como a pobreza e vários níveis de miséria de alguns países.

“Pensemos em tantas famílias que povoam as periferias das grandes cidades, como também as zonas rurais. Quanta miséria e quanta degradação! ”, exclamou o Pontífice da Praça de São Pedro.

Em seguida indicou: “Muitas vezes, a situação é agravada com a guerra, que sempre é algo terrível que atinge especialmente a população civil, as famílias”.

“De verdade a guerra é a 'mãe de todas as pobrezas' e empobrece a família. A guerra ‘destrói vidas, almas e afeta o mais sagrado e o mais querido que temos”.

O Papa disse que apesar desta situação “há muitas famílias pobres que sabem conduzir a vida com dignidade, frequentemente confiando na bênção de Deus, o que não deve justificar a indiferença para com o problema, mas aumentar a vergonha por existir tanta pobreza no mundo”.

“É quase um milagre que, mesmo na pobreza, a família continue a se formar e até mesmo a conservar – da maneira que pode – a especial humanidade das suas relações”, assinalou.

“O fato irrita àqueles planejadores do bem-estar que consideram os afetos, a geração, os vínculos familiares, como uma variável secundária da qualidade de vida. Não entendem nada! Ao contrário, deveríamos nos ajoelhar diante destas famílias que são uma verdadeira escola de humanidade que salva a sociedade da barbárie”, expressou o Pontífice.

 “Uma nova ética civil somente acontecerá quando os responsáveis pela vida pública regulamentem as relações sociais a partir do combate à espiral perversa entre família e pobreza que nos leva ao abismo”, afirmou.

O Papa também denunciou a contradição entre a economia atual, especializada frequentemente no bem-estar individual mas que permite a exploração das relações familiares.

“O trabalho da família é imenso e não é contabilizado nos balanços... nem reconhecido” disse o Pontífice, completando que “a formação interior das pessoas e a circulação social dos afetos têm justamente ali seu alicerce. Se ele for derrubado, tudo cai”, advertiu.

Mas “não é só questão de pão! Falamos de trabalho, de instrução, de saúde. Quando vemos imagens de crianças desnutridas e doentes em tantos lugares do mundo nós nos comovemos muito. E o mesmo acontece ao vermos o olhar de crianças carentes de tudo, quando mostram com orgulho seu lápis e caderno, admirando com amor seu professor ou professora! .... As crianças sabem que o homem não vive só de pão; as crianças querem amor! ”, expressou na audiência geral de hoje.

Por isso, o Papa Francisco lembrou o papel dos cristãos diante desse cenário: estar próximo das famílias que são colocadas à prova. Pois, “todos vocês conhecem algum destes: pai sem trabalho, mãe sem trabalho... e a família sofre, os laços se debilitam”.

“A miséria social atinge a família e, às vezes, a destrói. São dificuldades vindas da falta de trabalho ou da sua precariedade, atingem fortemente a vida familiar, colocando relacionamentos à duras provas”, insistiu o Pontífice.

Terminando a catequese, o Santo Padre convidou a Igreja, que é mãe, a não se esquecer do drama de seus filhos. “Ela também deve ser pobre para ser fecunda e responder a tanta miséria. Uma Igreja pobre é uma Igreja que pratica a simplicidade voluntária em sua vida – em suas instituições e no estilo de vida de seus membros – para abater todos os muros de separação, principalmente dos pobres”.

Antes de finalizar a Audiência geral, o Pontífice pediu: “Rezemos intensamente para ajudarmos nossas famílias cristãs a serem protagonistas desta revolução tão necessária! E não nos esqueçamos que o juízo dos carentes, dos pequeninos e dos pobres antecipa o juízo de Deus”.

“Façamos tudo o que possamos para ajudar as famílias e continuar na prova da pobreza e da miséria que afetam as relações familiares”.

Finalmente, o Papa convidou todos a meditar o texto da Bíblia, do Eclesiástico 4, 1-5a, no qual Deus recorda que devemos ajudar aos necessitados e estar junto a eles no momento da provação da miséria.

 

Fonte – ACI Digital - Etiquetas: Papa Francisco, miséria social, Família, Audiência geral - http://www.acidigital.com/noticias/papa-francisco-destaca-heroismo-de-familias-que-resistem-a-miseria-social-78082/

 

 

Compartilhar
Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.