Lectio Divina - Ano C - 2018/2019

2º Domingo do Tempo Comum - 20 de janeiro de 2019

| Imprimir | PDF 

TEXTO BÍBLICO - Evangelho de São João 2, 1-11

 Naquele tempo houve um casamento na cidade de Caná  da Galileia e a Mãe de Jesus estava lá. Jesus também fora convidado com seus discípulos. No meio da festa aconteceu que o vinho estava acabando. A Mãe de Jesus disse a Jesus: Meu Filho, eles não têm mais vinho.    Jesus lhe respondeu: Que queres, Senhora? Minha hora ainda não chegou..."  Maria foi chamar os serventes e lhes disse: Façam tudo o que Ele lhes mandar.

 Havia ali seis ânforas para conter 60 a 80 litros de água. Jesus disse aos empregados: Encham as ânforas até as bordas. Assim o fizeram e lhe trouxeram. Jesus então lhes disse: Vão entregar ao chefe de cerimônia. Foram apresentar as ânforas. Quando o encarregado da festa provou o vinho, foi dizer ao noivo: Todo mundo nas festas serve primeiro o vinho bom. Depois que os convidados já estão um pouco tocados, serve um vinho inferior. Tu, porém, guardaste o vinho bom para o final.

 Com este milagre Jesus manifestou seu poder em Caná  da Galileia. E seus discípulos acreditaram nele.

1  -  L e i t u r a:                                                           

Neste domingo depois do batismo de Jesus, a Igreja nos propõe em João este texto simples mas muito significativo. O nascimentto, o casamento e a morte eram momentos que mereciam um destaque e participação da família, parentes e amigos. Hoje Maria e Jesus foram convidados para uma festa de casamento. A bebida comum entre eles era o vinho que quase todos fabricavam.  A festa corria bem. Até que começou a faltar vinho. Nossa Senhora percebeu e falou a Jesus. O Senhor disse que ainda não tinha chegado a hora de se manifestar como o Messias com poder. É o sentido de sua resposta à sua Mãe. Maria entendeu mas confiou na bondade de seu filho. As talhas que toda a família usava para buscar água na fonte estavam ali. Assim foram encher as talhas que eram grandes! Podiam conter 60 a 80 litros. A palavra de Maria aos empregados ficou como forma para mostrarmos como ser cristâo: façam tudo o que ele disser.  Quando, por ordem de Cristo, foram apresentar as talhas de água ao chefe de cerimônia, já não era mais água e sim vinho e do bom, como comentou o próprio cerimoniário! Assim começou Jesus sua missão oficial. E os discípulos acreditaram nele. 

Perguntas para a leitura:

• Que festa estava acontecendo e quem foi convidado para esta festa?

• Que aconteceu no meio da festa e quem notou e procurou solução? 

• O que foi que Maria falou aos empregados? E que fizeram eles?

• Que lhes disse Jesus? E o que aconteceu então?

• Quem comentou sobre o vinho e por quê?

• Que sentido teve esse fato neste momento da vida de Jesus?

2 –  M E D I T A Ç Ã O  -   O que me dïz o texto? O que nos diz o texto?

• As festas que acontecem em nossas famílias são cristãs?

• Aniversários e comemorações têm sido momentos de agradecimento a Deus?

• Nas comemorações em que participamos, lembramo-nos de Deus, como?

• A presença de Jesus e Maria santificaram aquele casamento? Como fazer para que Jesus e Maria estejam também presentes em nossas famílias?

• Posso dizer que minha família vive a fé e manifesta esta fé? Como?

 3  - O R A Ç Ã O  -   O que digo a Deus? O que dizemos a Deus?

O agradecimento por nossa família é o dom de conhecê-lo, de saber que hoje na humanidade existem muitas famílias que não reconhecem Jesus como salvador. Eu sim fui escolhido por Deus para aceitá-lo e testemunhá-lo em minha vida e em minha família.

 Peçamos a Deus, do fundo do nosso coração, que nos mostre nossa vocação de família cristã. Felizes os que buscam o Senhor. Do trabalho de tuas mãos comerás tranquilo e feliz. Tua esposa será  como uma vinha fecunda na vida de teu lar.  Teus filhos crescerão como ramos vigorosos de oliveira, ao redor de tua mesa.    Esta é a bênção do homem que respeita o Senhor.  O Senhor te abençoe do alto céu cada dia da vida. Possas ver prosperar a cidade santa de Deus, e os filhos de teus filhos. Que a paz tome conta de tua casa. (Sl 127(128)

 4 – C O N T E M P L A Ç Ã O:

No momento da contemplação buscamos uma ideia central para aprofundar em nossa vida. Poderíamos repetir durante estes dias frases como estas, para que chegue no fundo do nosso coração:

• Jesus, quiseste ter uma família, acompanha minha família também;

• Jesus, purifica nossas atitudes em família que me afastam de ti;

• Jesus, com Maria e José, que eu sempre te reconheça na vida de minha família.

 5 - A Ç Ã O:

Propostas pessoais:                                                                                     

• Propomos buscar a presença de Jesus todos os dias. Iniciar o dia com uma oração pessoal que ponha Jesus no centro de minha família.

• Encontrar quais são os momentos em que minha família possa viver unida como uma família cristã, na convivência e na oração.

 Propostas comunitárias:

• Em seu grupo preparar um diálogo para ajudar famílias conhecidas a reconhecer Jesus como nosso Salvador.

• Propor uma ação concreta que como missão da Igreja nós nos comprometamos a ensinar a outras famílias quem é Jesus e como tê-lo sempre presente em nossas casas. 

Fonte – Diocese de Petrópolis

Compartilhar
Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.