O cientista que estuda os mistérios dos milagres eucarísticos

Twitter_Chiquitin_Misionero

 “Eu vi cientistas ateus ficarem pálidos ao comprovarem que há coisas que não podem ser compreendidas sem uma perspectiva que vá além da razão natural”

Ricardo Castañón é conhecido no mundo inteiro por ser um cientista conceituado e, sobretudo, como aquele que teve contato direto com algumas manifestações eucarísticas que extrapolam o conhecimento humano. Para a , o semanário da Arquidiocese do México, ele contou alguns dos acontecimentos históricos de sua vida neste sentido.

Ele diz que, em 1.999, quando era um não-crente, a pedido do então Arcebispo de Buenos Aires, Monsenhor Jorge Mario Bergoglio, “realizou a primeira análise científica de uma hóstia consagrada, da qual saía uma substância avermelhada. A análise foi concluída em 2.006, comprovando que a substância era sangue humano e continha glóbulos brancos intactos e músculo de coração ‘vivo’ (de miocárdio de ventrículo esquerdo). Cabe ressaltar que o caso ainda não foi considerado milagre e que a hóstia permanece exposta no altar da Paróquia de Santa Maria de Buenos Aires”.

Porém, o neurofisiologista diz que há um “milagre” declarado pela autoridade diocesana. O fato aconteceu em Tixtla, Chilpancingo, quando, em 2.013, começou a escorrer sangue de uma hóstia consagrada. “Neste caso, confirmamos que o tipo de sangue é AB, o mesmo encontrado no sudário de Turim, no Milagre Eucarístico de Lanciano. Nele, encontramos tecido vivo, assim como glóbulo branco ativo, como se estivesse reparando uma lesão, por exemplo, em um coração depois de sofrer um infarto”.

Desde 1.999, Castañón aprofundou os estudos de 15 casos de “milagres eucarísticos”. “Cada série de meus estudos é repetida em três laboratórios de diferentes países, e as variáveis estudadas são muitas: sangue, DNA, glóbulos brancos, glóbulos vermelhos, tecido humano, hemoglobina e outras. Posso dizer que, do ponto de vista científico, meus relatórios finais são 100% confiáveis.”

Os fatos comprovados são verdadeiramente surpreendentes: “Como obter sangue sem osso e medula óssea? Como obter músculo de um coração vivo e glóbulos brancos de um pedacinho de pão? Como obter hemoglobina, uma substância sujeita a mecanismos bioquímicos complexos e a um programa genético inicial? Eu vi cientistas ateus ficarem pálidos ao comprovarem que há coisas que não se podem ser compreendidas sem uma perspectiva que vá além da razão natural”.

Atualmente, o cientista estuda um caso ocorrido no fim do ano passado, que parece ser sangue em vinho consagrado. Mas ele só vai divulgar quando tiver resultados conclusivos. “Só quero dizer que o fato de comprovar que as efusões destas estas hóstias consagradas se identificam com sangue fresco e tecido vivo me deixa muito impactado, fascinado e toca no mais íntimo do meu ser. Em cada Comunhão, vem à minha mente a frase de Jesus: ‘Este é o meu corpo’”.

“Todos os dias eu participo da Eucaristia e, quando comungo, meu pensamento é: “vou receber Cristo, o mesmo que esteve nos braços de Maria, aquele que caminhou com os Apóstolos, o filho vivo de Deus vivo, que morreu e ressuscitou e está à direita do Pai’”.

Fonte - Artigo publicado por Gaudium Press - https://pt.aleteia.org/2017/06/29/o-cientista-que-estuda-os-misterios-dos-milagres-eucaristicos/ 

 

 

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2017

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.